Home

Qual o sujeito da frase : Houviram do Ipiranga as margens placidas ?

Dizem que e oculto, outros diz que margem placidas outro diz que e o sujeito e eles ???

8 respostas

  • Publicada em 2008-01-30 por Anónimo

    Olá, Carol!!
    O sujeito seria oculto se "as margens do Ipiranga" aparecesse craseado, formando aí, um ajuntado adverbial de lugar.
    porquê não possui crase na letra do hino vernáculo, o sujeito é, exatamente :  " AS MARGENS PLÁCIDAS DO IPIRANGA ".—( ouviram…)

  • Publicada em 2008-01-30 por Anónimo

    Quem ouviu foi as margens do ipiranga.

  • Publicada em 2008-01-30 por Anónimo

    esta é a ordem direta do início de nosso hino: "As margens plácidas do Ipiranga ouviram o brado retumbante de um povo heróico". Logo, o sujeito é "as margens plácidas do Ipiranga" - e por isso o verbo está no plural ("ouviram").

  • Publicada em 2008-01-30 por Anónimo

    Sujeito indeterminado.
    SUJEITO INDETERMINADO EXPRESSO PELA 3ª PESSOA DO PLURAL

    Esse tipo de sujeito indeterminado distingue-se dos demais pelo indumento de não permitir a inclusão da 1ª e da 2ª pessoas do verbo porquê possibilidade de preceito do sujeito. É porquê se o falante dissesse: ?alguém, que não eu ou você, é o responsável pela situação descrita no predicado? ou ?mesmo que eu ou você sejamos o responsável pala situação descrita no predicado, eu me isento e isento você, tacitamente, desta responsabilidade, imputando-a, necessariamente, a uma outra entidade?, ou ainda ?eu acho que foi você o responsável pela situação descrita no predicado e, ao usar este tipo de sujeito indeterminado, estou fazendo uma denunciação indireta, que me poupa dos dissabores associados a uma delação direta? (nesse caso, o sujeito indeterminado é geralmente seguido de uma pergunta inquisitiva, do tipo: ?Você tem alguma idéia de quem foi??) . Observe-se os exemplos a seguir:

    1) Quebraram a vidraça da Dona Maria.

    2) Roubaram meu talão de cheques.

    3) Andam pichando os muros lá de mansão. Você tem alguma idéia de quem poderá ser?

    4) Não votaram no FHC, agora ?güenta!

    No exemplo nº 1, provavelmente foi o próprio falante que quebrou a vidraça; no entanto, ele usa o sujeito indeterminado de 3ª pessoa do plural para se eximir da culpa e de uma provável punição.

    No exemplo nº 2, o falante está relatando um indumentária lastimável que lhe aconteceu; a exclusão do ouvinte porquê possibilidade de lei do sujeito faz-se necessário, porque sua inclusão seria por demais ofensiva.

    No exemplo nº 3, o falante suspeita do ouvinte ou de alguém a ele ligado, porém opta por uma criminação indireta, reforçada pela pergunta final.

    No exemplo nº 4, o falante se posiciona decididamente porquê não pertencendo ao grupo que votou no FHC, o que é reforçado pela ironia final, expressa através de um outro tipo de sujeito indeterminado, que admite a inclusão do falante porquê possibilidade de formalidade do sujeito indeterminado

  • Publicada em 2008-01-30 por Anónimo

    Eu acho que o sujeito é "as margens plácidas", pois elas é que ouviram o brado retumbante de um povo heróico.

  • Publicada em 2008-01-30 por Anónimo

    iaiai
    é ELES pois esta oculto,pode reparar ki é sim^^
    Espero ter ajudado
    beijinhuxx

  • Publicada em 2008-01-30 por Anónimo

    Houviram??? Que frase é essa???

  • Publicada em 2008-01-30 por Anónimo

    Sujeito oculto:

    "(Eles) Ouviram do Ipiranga….."

Utilize o formulário para responder a esta pergunta